Utilizamos cookies para podermos analisar, de forma anónima, as visitas e para lhe proporcionar a melhor experiência possível no nosso site. Ao continuar a navegar neste site, estará a consentir com a utilização de cookies.

Para mais informações, por favor consulte a secção de Cookies da nossa Política de Privacidade.

X

ROSÁCEA

O que vê quando se olha ao espelho? Vê-se a si ou a vermelhidão no seu rosto?

Claro que o reflexo é o seu, mas se sofre de rosácea é normal focar-se unicamente na VERMELHIDÃO. Por vezes, pode achar que a rosácea tem a sua própria personalidade, e digamos que é uma personalidade forte:

A rosácea é a primeira coisa que vejo logo de manhã.

Estou farta deste aspeto rosado.

IntroSoa-lhe familiar? Se sim, então está no local certo. Este website foi criado para ajudar pessoas com rosácea a conseguir controlar a vermelhidão facial, explicando e explorando novas e eficazes formas de atuar perante a VERMELHIDÃO.

Aqui encontrará vários conteúdos sobre a rosácea, incluindo informação sobre a natureza desta vermelhidão, orientações sobre o que perguntar ao seu médico, um questionário de auto-avaliação e informações sobre tratamentos. Basicamente, tudo o que precisa de saber para que possa conseguir ver menos a rosácea e ver-se mais a SI.

Quer saber o que está por trás da VERMELHIDÃO FACIAL?

Se pensa que as manchas vermelhas que tem na cara resultam de alguma reação alérgica ou pele sensível, pense novamente. Uma breve pesquisa na internet mostrará que as “manchas vermelhas na cara” têm um nome científico, apontando para uma doença mais comum do que pensa.

As manchas vermelhas na cara apontam para um problema comum em todo o mundo (1) 

A Rosácea pode afetar todo o tipo de pessoas, apesar de existirem os chamados doentes “típicos”, como uma mulher entre os quarenta e os cinquenta anos de idade, de pele clara e com antecedentes familiares da doença.

Mas então, onde estão estas pessoas com manchas vermelhas na cara como eu? Porque não encontro mais pessoas dessas na rua ou no restaurante local? Bem, há várias explicações possíveis para isto. Uma dessas explicações é que 39% dos doentes evitam o contacto social ou cancelam compromissos devido a este problema tão visível na pele do rosto.[1]



[1] Fonte: Rosacea patient attitude: Market Vision, Q1 2010 Europe

Outra possibilidade é que muitos doentes já encontraram estratégias bem-sucedidas (como as descritas neste website!) para controlar a vermelhidão no rosto.  

A vermelhidão facial pode afetar a minha vida?

Eu e uma amiga fomos ver uns apartamentos novos. Quando nos encontrámos com o agente imobiliário, a irregularidade e vermelhidão da sua pele era evidente, tal como a minha. A minha amiga, descontraidamente, disse-me que lhe parecia impossível como um vendedor, cujo aspeto é tão importante, não cuida do seu aspeto e deixa a sua pele chegar a esse ponto. Eu que tenho um problema semelhante, fiquei incomodada a pensar que também devia fazer alguma coisa em relação à vermelhidão da minha pele…

Embora, aparentemente, e para os outros, a vermelhidão da pele possa parecer não ter grande impacto na vida dos doentes pois parece que já faz parte das suas vidas viver com ela; não é assim. A rosácea é uma doença e a vermelhidão facial, tantas vezes presente nestes doentes, tem um impacto real nas suas vidas, condicionando no seu dia-a-dia. 

Talvez esteja a chegar a um ponto em que o meu desempenho no trabalho está a ser afetado.

Quando era mais nova, não me apetecia sair nem ver ninguém. Ficava muitas vezes em casa.

Se estas histórias lhe parecem familiares, a boa notícia é que a ajuda está ao virar da esquina. Falar com o seu médico sobre a vermelhidão na pele e como esta afeta o seu dia-a-dia é a melhor forma de assegurar que obtém o tratamento de que necessita. 

Vermelhidão Facial - Porquê eu?

Intro

A maioria das vezes adoramos sentir-nos especiais e diferentes, mas isso não se aplica à vermelhidão facial. Apesar de não ser uma grande ajuda para quem sofre deste problema, o facto é que existe uma explicação científica por trás deste problema.

A vermelhidão facial pode ser causada por uma doença designada por rosácea que, por sua vez, tem origem na dilatação de pequenos vasos sanguíneos na pele do rosto. São conhecidos vários «fatores desencadeadores» deste problema ou que levam ao agravamento da doença. Conhecê-los e evitá-los é o primeiro passo para controlar a vermelhidão facial. 

A verdade é que quando conhecemos o problema e o que o provoca, estamos melhor preparados (com a ajuda de profissionais de saúde) para o evitar, combater e controlar.

As manchas vermelhas no rosto têm muitas causas e origens, podendo ou não estar associadas à rosácea.

Peça a um adolescente para se lembrar dos pais a beijarem-se ou repare como fica o rosto de um turista nórdico depois de se expor um dia inteiro ao sol sem proteção solar. Inevitavelmente vai observar alguns rostos muito vermelhos... No entanto, estes não são exemplos de manchas vermelhas no rosto associadas à rosácea.

A vermelhidão facial e as manchas vermelhas no rosto associadas à rosácea constituem, na verdade, uma queixa médica, uma afeção vascular e inflamatória crónica na pele. O nome oficial é um pouco pomposo:

                                   Rosácea eritematotelangiectásica

Até pode ser uma palavra longa e muito técnica, mas o que lhe mostra é que a vermelhidão facial é uma doença médica que você e o seu médico devem levar a sério.  

Erythematotelangiectatic Rosacea

Os sintomas da vermelhidão facial podem incluir:

  • Rubor e vermelhidão persistentes
  • Vasos sanguíneos visíveis
  • Sensação de picadas e ardor

É importante salientar que muitas situações causadoras de manchas vermelhas no rosto no nosso dia-a-dia (exposição ao sol, uso de certo tipo de cosméticos, exercício físico mais intenso, exposição ao frio / vento intensos) podem agravar a vermelhidão facial e, com o passar do tempo, levar ao aparecimento dos sintomas da vermelhidão facial crónica. Controlar estes «fatores desencadeadores» é uma parte importante do aconselhamento médico especializado de um dermatologista ou outro profissional de saúde. 

 

À parte de ser uma palavra difícil de soletrar, rosácea é uma doença crónica e inflamatória da pele do rosto. É identificada, na maioria das vezes, pela existência de manchas vermelhas na pele.

Existem quatro subtipos distintos de rosácea. Um ou mais subtipos podem surgir no mesmo doente. Os sinais e sintomas mais típicos incluem:

Manchas vermelhas na pele e tendência para corar ou ficar facilmente ruborizado

Borbulhas no rosto

Pele seca, que descama e dá comichão

Sensação de ardor ou picadas no rosto

Espessamento da pele do rosto (especialmente no nariz e queixo)

Pequenos vasos sanguíneos visíveis no rosto

Olhos lacrimejantes, avermelhados ou irritados e pálpebras inchadas

Clique nos ícones abaixo para saber mais sobre os quatro tipos de rosácea:

Tipo 1

Manchas Vermelhas na Pele

Vermelhidão Facial

O sintoma mais comum aos quatro subtipos. Cerca de 75% das pessoas com rosácea apresentam manchas vermelhas na pele do rosto.

Tipo 2

Borbulhas

Pápulas ou pústulas

Aparecem e desaparecem. Podem também surgir manchas vermelhas na pele.

Tipo 3

Espessamento da pele

Espessamento da pele

Pode levara hipertrofia do nariz ou queixo e originar nódulos irregulares na pele (lesões semelhantes a inchaços).

Tipo 4

Olhos lacrimejantes ou avermelhados

Olhos lacrimejantes ou avermelhados

Sensação de corpo estranho e ardor, pálpebras inchadas, terçolhos recorrentes.

Por que razão surge?

Pode não saber as causas da rosácea, mas sabe certamente o que é ter um ataque particularmente intenso de vermelhidão facial. Aquele rubor  quente, acompanhado de repuxamento da pele e comichão na pele do rosto? E as borbulhas que aparecem do nada nas bochechas e no nariz? 

Para o exterior, esta situação é muito visível por si e por todos os que convivem consigo. E a nível interno, o que se passa no organismo quando surgem estes sintomas tão incómodos?

Para a maioria das pessoas, sentir-se ruborizado temporariamente no rosto após a prática de exercício físico ou após passar por uma situação mais embaraçosa,  é uma sensação completamente normal. O problema surge quando esta ruborização ou vermelhidão no rosto se torna permanente.

O rubor surge porque certas situações provocam um maior afluxo de sangue e consequente vasodilatação de pequenos vasos sanguíneos que se encontram logo abaixo da superfície da pele, causando rosácea.

Nas pessoas com vermelhidão facial associada a rosácea, este aumento no transporte de sangue na superfície da pele está desregulado. Os vasos sanguíneos dilatam e depois não voltam ao seu tamanho inicial, por outro lado, com o passar do tempo, surge também inflamação e enfraquecimento das estruturas da pele. Reunem-se assim as condições que causam a vermelhidão facial, maior sensibilidade e mais irritação na pele do rosto - rosácea. 

A boa notícia é que existem novos tratamentos médicos que foram concebidos para diminuir este fluxo sanguíneo excessivo. Ao regularizar o fluxo nos vasos sanguíneos existentes sob a pele, estes medicamentos normalizam a circulação sanguínea nessas zonas, reduzindo a ruborização subsequente. Para iniciar um tratamento com um medicamento deste tipo terá que consultar primeiro o seu médico.

Saiba aqui como abordar o seu caso junto do seu médico e que sintomas da rosácea deve referir.

Vermelhidão - o que pode desencadeá-la?

Embora a vermelhidão facial não seja algo que acontece sem uma boa razão, existem determinados «fatores desencadeadores» que podem agravar o seu aparecimento e tornar a vida dos doentes mais difícil. Compreender estes fatores desencadeadores é um passo determinante para controlar a vermelhidão e ter uma vida normal. No entanto, evitar estes fatores desencadeadores pode ser, muitas vezes, difícil, exigindo grandes sacrifícios:

Sou uma verdadeira dependente de chocolate. Agora tenho de parar com isso.

Evito carne e comidas picantes o mais possível. Sou praticamente vegetariano nos dias que correm.

Cresci no Sul da Austrália, pelo que tínhamos os melhores vinhos. Gostava particularmente dos vinhos maduros. Agora já não.

Am I Not Making It Worse

O «ideal» seria encontrar uma solução para a vermelhidão que não exigisse tantas e tão difíceis alterações no seu estilo de vida. A boa notícia é que os avanços na ciência estão a progredir para novos tratamentos inovadores para a vermelhidão facial. 

Saiba o que deve transmitir ao seu médico para um melhor diagnóstico e tratamento da rosácea.

Manchas no rosto - O que posso eu fazer quanto a isso?

Bem, está na hora de deitarmos mãos à obra. Se lida com a vermelhidão facial e manchas no rosto há algum tempo, já conhece alguns «fatores desencadeadores». Saberá por exemplo, que ao evitar determinados alimentos e bebidas, reduzir a utilização de cosméticos ou evitar a exposição excessiva ao sol vai controlar melhor o aparecimento de manchas no rosto e vermelhidão.

Quais são então os fatores desencadeadores mais frequentes? Para saber mais sobre um determinado factor desencadeador, leia as informações abaixo e passe o rato sobre as respetivas dicas sobre como agir para controlar o aparecimento de manchas no rosto:

Dica

EXPOSIÇÃO AO SOL

Este é, frequentemente, o factor desencadeador mais comum de manchas no rosto e vermelhidão.

Dica

CLIMA E TEMPERATURA

Sentar-se confortavelmente à lareira ou desfrutar de um banho quente pode soar reconfortante, mas ambientes excessivamente quentes podem aumentar o fluxo sanguíneo e o rubor facial, contribuindo para o aparecimento de manchas no rosto.

Dica

ALIMENTAÇÃO

Alguns alimentos podem desencadear reações de vermelhidão facial, nomeadamente:

  • Refeições picantes
  • Refeições quentes pesadas
  • Produtos lácteos, como o iogurte e o chocolate
  • Determinados citrinos
  • Alimentos com alto teor de histamina, incluindo alguns queijos, beringela, espinafres, vinagre e molho de soja

Dica

BEBIDAS

É um mito pensar que a vermelhidão facial é causada pelo consumo excessivo de álcool, mas as bebidas alcoólicas e as bebidas quentes podem desencadear esta doença.

Dica

PRODUTOS PARA CUIDADO DA PELE

A pele com tendência ao aparecimento de rosácea e de manchas em geral é normalmente sensível, pelo que deve utilizar com moderação produtos que contenham álcool ou perfume. Além disso, evite bases pesadas que exijam que esfregue bastante para as remover. 

 

Dica

EXERCÍCIO

Uma boa transpiração é essencial para uma vida saudável, mas o exercício físico intenso pode levar a um sobreaquecimento, desencadeando reações de vermelhidão facial.

Dica

INFLUÊNCIAS EMOCIONAIS

Só o facto de ter de lidar com as manchas no rosto e todos os sinais visíveis de vermelhidão facial pode desencadear mais rubor. 

Dica

CONDIÇÕES MÉDICAS

A menopausa, a tosse crónica e a tensão alta podem desencadear manchas no rosto associadas a vermelhidão facial.

Por isso, compreender quais os fatores desencadeadores de manchas no rosto e saber como evitá-los é uma peça-chave do puzzle da vermelhidão facial. Este é um dos primeiros passos para ultrapassar a VERMELHIDÃO e voltar a ser VOCÊ MESMO(A). 

Se até agora já fez alguma pesquisa online, é provável que se tenha deparado com várias sugestões sobre como lidar com este tipo de manchas no rosto. No entanto, convém ter em atenção que nem tudo o que se escreve ou se lê sobre a rosácea tem fundamentação científica e pode ser considerado credível.

Além disso, controlar os fatores desencadeadores não é a única forma de lidar com a vermelhidão facial. A ciência evoluiu e agora existem tratamentos eficazes para combater a vermelhidão facial e o aparecimento de manchas. Informe-se junto do seu dermatologista. 

 

Não pense que está sozinho(a) se a tentativa de gerir os fatores desencadeadores o/a deixou frustradamente insatisfeito(a), ou se gostava mesmo era de saber como tirar as manchas do rosto que tanto o(a) incomodam.

Para muitos doentes com vermelhidão facial, esta abordagem ao tratamento é, na sua maioria, uma «solução de emergência» que, muitas vezes, se comprova ser insuficiente para acabar com as manchas no rosto.

Mas não desista! Existem outras opções que deve ponderar:

Medicação

Alguns tipos de medicamentos podem tratar a vermelhidão e a ruborização extensas, ajudando a tirar manchas do rosto. Obviamente, este tipo de tratamento tem de ser ponderado juntamente com o seu dermatologista. Saiba aqui como encontrar o tratamento para a rosácea mais adequado para o seu caso e quais os sintomas da rosácea que deve referir ao seu médico.

Terapêutica a laser/luz

A utilização de terapêuticas a laser ou luz pulsada intensa pode, por vezes, reduzir os vasos sanguíneos visíveis e a vermelhidão grave. Tenha em atenção que estas sessões podem ser dispendiosas e, normalmente, são necessárias várias (com retoques contínuos) para remover as manchas no rosto e obter resultados satisfatórios. 

 

Rosácea - Tratamento

Qual é o próximo passo?

Tem vermelhidão facial, tal como muitas outras pessoas. Não é merecido, afeta o seu dia-a-dia e não é agradável – na verdade, nos dias maus, parece que a rosácea é a única coisa que vê quando se olha ao espelho. Já experimentou e testou uma série de opções de tratamento, algumas das quais funcionaram e outras nem tanto.

Se sente que não controla a rosácea e a sua vermelhidão facial, o próximo passo é consultar o seu dermatologista. A forma como esta doença está a afetar o prazer e satisfação que retira da sua vida, a forma como afeta o seu trabalho,e as  suas relações pessoais, acaba por ser uma ajuda nesta tomada de decisão de procurar tratamento.

Falar com o seu médico nem sempre é a coisa mais fácil de fazer, mas é o essencial para garantir o tratamento mais adequado. Por isso, se está preocupado(a) sobre como deve iniciar o diálogo ou o que dizer depois de começar, explore as duas secções abaixo. Afinal de contas, há uma grande probabilidade de o seu médico ter uma solução que o(a) possa ajudar a tratar a rosácea.

Devo falar com o meu médico?

Nem sempre é fácil falar com o seu médico! As emoções intensificadas que tem sobre a sua a rosácea e os seus sintomas (como a vermelhidão) podem parecer, de repente, um pouco disparatadas quando está calmamente sentada(o) na sala de espera.

Mas acredite que pode ser muito vantajoso ter esta conversa sobre a rosácea e os seus sintomas. Pense nas fortes emoções que sentiu em relação à vermelhidão facial recentemente. Tem passado por situações sociais difíceis? Ou incidentes no trabalho? Agora pense no quão mais fácil e mais calmo(a) se sentiria se esses sentimentos desaparecessem.

É importante saber que quanto mais informações fornecer ao seu médico, melhor. Não se esqueça de explicar não só os aspetos emocionais da rosácea, como também todos os sintomas físicos que tem. Isto porque, para chegar ao diagnóstico correto, o seu médico tem de juntar todas as peças do puzzle que é a vermelhidão facial.

 

 

 

 

Finalmente arranjou o tempo e a energia necessários para marcar a primeira consulta com o seu médico. Parabéns! Está um passo mais próximo de encontrar uma solução que irá ajudá-lo(a) a controlar a vermelhidão na cara. Mas o que devo dizer?

Em primeiro lugar, é importante saber que quanto mais informações fornecer ao seu médico, melhor. A vermelhidão na cara poderá ser visível na altura, mas deverá explicar não só os sintomas físicos, como os aspetos emocionais causados por este problema. Isto porque, para chegar ao diagnóstico correto, o seu médico tem de juntar todas as peças do puzzle que é a vermelhidão facial.

Leia o questionário que se segue, elaborado para ajudar a preparar-se para a sua próxima consulta. Ter um pouco de preparação pode assegurar que a conversa com o seu médico vai ser frutífera e que sai do consultório com o tratamento de que precisa. 

Questionário

Controle a Vermelhidão no Rosto!

Está pronto(a) para assumir o controlo da vermelhidão do seu rosto?

Está pronto(a) para parar de adiar a consulta no médico para amanhã ou para o dia depois de amanhã? Sabemos que há um milhão de coisas para fazer que podem intrometer-se no seu caminho de procura de ajuda para a vermelhidão facial. Mas, no que diz respeito a agir perante a VERMELHIDÃO NO ROSTO, tem de arranjar tempo. Mexa-se. Procure o tratamento que merece. 

Boa sorte!